Acne também acomete adultos exige cuidados estéticos, médicos e em casa

Acne também acomete adultos exige cuidados estéticos, médicos e em casa

Diferente do que muitas pessoas pensam, a acne não é um problema exclusivo de adolescente. Espinhas e cravos também aparece em adultos, especialmente em mulheres dos 20 aos 40 anos. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), 56% dos brasileiros são afetados pela acne na fase adulta.

E o problema pode aparecer até em quem não o enfrentou na puberdade. De acordo com a fisioterapeuta, diretora técnica da Sul Laser e proprietária da Clínica Senz, Caroline Scoz Alves, a acne ativa na fase adulta exige cuidados redobrados, multidisciplinar, que combinam tratamento clínico, estético e do paciente.

“É um tratamento completamente multidisciplinar, para que a gente consiga de fato atingir o melhor resultado. E nós dependemos muito do paciente. Porque não é apenas o que é feito na clínica, mas também os cuidados que o paciente toma em casa também irá impactar no resultado”, afirma.

Tratamento

– Primeiramente é feita uma avaliação prévia do paciente para o profissional de saúde entender as causas da acne;

– O profissional pode fazer uma combinação medicamentosa, oral e tópica;

– Antes de se iniciar os procedimentos estéticos é feita uma limpeza de pele no paciente.

Indicações para Acne Ativa

– Laser diodo para ressecamento da pele;

Indicações para manchas ou cicatrizes

– Laser q-switched;

– Co2;

– Luz pulsada;

– Erbium.

Número de sessões

– Atendimento semanal inicial de no mínimo 10 sessões,

– Redução para atendimento quinzenal, mensal e manutenção a cada trimestre.

Dieta

A dieta é muito importante no tratamento. A alimentação do paciente pode aumentar ou diminuir a oleosidade da pele. É importante evita doces, frituras e proteína gorda. Estes tipos de alimento tendem a aumentar a incidência de acne, mesmo que o paciente não tenha problema com acne.

×