Podcast: Saúde e Rejuvenescimento Íntimo

A fisioterapeuta Caroline Scoz Alves, diretora técnica da Sul Laser e responsável técnica da Clínica Senz, especialista em tecnologia médica e com mestrado em Física aplicada ao Laser, inicia a série de podcasts “Beleza & Tecnologia” – com Caroline Scoz Alves. O primeiro com o tema Saúde e Rejuvenescimento Íntimo. Você pode acompanhar a série no Spotify nesse link:

Ela tira algumas dúvidas sobre o tema. Acompanhe a seguir algumas delas:

– Quais as indicações clínicas para o rejuvenescimento íntimo ou tratamento de saúde a laser?

Nós tratamos pacientes com incontinência urinária 1 e 2, que é aquela incontinência de urgência ou a incontinência de esforço, quando espirra, quando faz alguma atividade física. Nós tratamos atrofia, diminuição de lubrificação, melhoramos a flacidez na parede vaginal que deixa a atividade sexual menos prazerosa porque a mulher apresenta uma flacidez na região dando uma sensação de afrouxamento, quando a gente reestrutura dá uma sensação de que a mulher está mais apertadinha. Melhoramos a vascularização vaginal, deixando a relação mais prazerosa para a mulher e mais fácil de chegar no orgasmo. E tratamos problemas na região da vulva na parte externa como flacidez, manchas, aumento de lábio, tudo isso sem cirurgia.

– Quais os fatores que acarretam essa condição?

Mulheres que fazem atividade física de muito impacto ou gravidez, tudo isso pode gerar incontinência urinária. A mulher precisa ter muita consciência de sua área pélvica para fazer a contração correta para quando está, por exemplo, fazendo uma corrida, ou uma atividade nas camas elásticas, bola, ela consiga contrair e manter o canal da uretra na posição adequada. As questões de atrofia vulvovaginal elas acontecem em decorrência de baixa de hormônio, de queda na lubrificação, e às vezes pela falta da atividade sexual. Então é importante a gente prevenir e tratar. Ambos os casos. A questão da flacidez, ela deve ser prevenida a partir dos 25 anos, porque como nas regiões faciais ou corporais, na região vaginal nós também vamos apresentar. Com isso abaixa a lubrificação, há queda de alguns hormônios e tudo isso pode ser prevenido com a aplicação do laser e outras coisas como exercícios específicos para a região vaginal, acompanhamentos médicos para evitar essas condições.

– Qual a faixa etária mais atingida?

É muito curioso eu falar isso para vocês. Mas hoje nós temos mulheres de todas as idades apresentando problema, principalmente mulheres jovens, aquelas ratas de academia, mulheres que fazem atividade de muito impacto, atividade intensa, mesmo mulheres que nem filhos tiveram, pra essa questão de incontinência urinária. Já para o fator de atrofia, baixa lubrificação, mulheres a partir dos 45 anos já começam a apresentar, vai depender muito o momento em que a mulher entra na menopausa e a gente sabe que não existe uma regra. Tem diferentes idades, depende muito de quando a mulher menstruou e outras questões hereditárias.

– Há algum tratamento preventivo?

Sim. O laser previne todas essas questões. Porque ele já vai aumentar a lubrificação, a produção de colágeno, fazer a retração da fibra elástica, vai manter o canal da uretra sempre na posição adequada, então é um preventivo. Junto com ele, a fisioterapia uroginecológica, os exercícios, Pilates é um bom exercício para prevenir algumas dessas queixas, uma boa alimentação, evitar o cigarro, bebidas alcoólicas em uso exagerado, tudo isso vai ajudar a prevenir essas condições.

– Com quantos anos pode iniciar o tratamento?

Nós indicamos que a partir dos 25 anos se a paciente já tem alguma queixa ou algum histórico familiar ou já sente alguma frouxidão, que ela já procure o tratamento.

– Quais as possibilidades do tratamento a laser?

O laser vai tratar tudo aquilo que eu expliquei anteriormente. Além de tratar, ele vai prevenir, melhorando qualidade de vida, melhorando vida sexual. Melhorando essa condição que às vezes é tão difícil que a mulher às vezes espirra e escapa urina. Aí ela deixa de ir a eventos sociais, de estar com pessoas por conta desse desconforto.

– Quais seriam os cuidados antes e depois do procedimento?

Antes é importante que a mulher não faça nenhum procedimento agressivo nessa área para que a região esteja sem nenhuma lesão para proporcionar um tratamento seguro. É importante que ela depile toda a região da vulva para que a gente possa fazer o laser internamente e externamente. Se ela já tem algum problema de atrofia é muito importante que ela procure um médico e eventualmente se ela tiver condições irá fazer um preparo com hormônios para fazer a aplicação do laser. Se ela não tiver condições iniciamos o preparo com lubrificantes vaginais. Mas sempre antes do procedimento é necessário uma consulta prévia de no máximo 3 dias até a sessão do laser para que o ginecologista libere o paciente para o procedimento. Ela não pode ter nenhum sangramento, corrimento, não pode estar com nenhuma infecção para que possa se submeter ao tratamento. No pós procedimento é importante que o paciente não mantenha relação sexual por 7 dias e não faça atividades na água também porque a gente depende da recuperação. Então a gente só tem de limitação a atividade na água e a atividade sexual. O resto vida normal, está tudo liberado. Os resultados aparecem a partir da primeira sessão. E o tratamento em média são três sessões sendo uma por mês e a durabilidade é de 12 a 18 meses. É muito importante que o paciente faça manutenções periódicas para não deixar que a queixa ou a patologia volte a acontecer. Essas manutenções são em média uma sessão. Se a paciente tinha incontinência e ele deixou passar muito tempo e a incontinência voltou, provavelmente ela vai ter que tratar tudo de novo. Mas se não deixou voltar, ela vai fazer as manutenções periódicas a cada 1 ano ou a cada 1 ano e meio. E as contraindicações são aquelas que eu já falei em relação à consulta ginecológica, o paciente não estar com nenhum sangramento, lesão vaginal, nenhum corrimento, nenhuma fissura ou machucado. Mesmo infecções urinárias, no momento da infecção não pode ser feita, depois que melhorar pode fazer e o mais incrível é que pacientes que têm infecção urinária de repetição apresentam muitas melhoras no pós-procedimento. E nós enquanto mulheres temos que nos preocupar não apenas com o nosso rosto, mas sim com essa região que é tão importante para nós, melhora nossa auto-estima nossa confiana, nossa qualidade de vida. Esse tratamento melhora muito a vida da mulher, do homem e do relacionamento conjugal.

Gostou desse podcast? Mande suas dúvidas sobre o próximo tema “Procedimento labial a laser”. Basta acessar nossas redes sociais no Instagram ou Facebook.

×